sexta-feira, 12 de junho de 2015

FECHO O PORTÃO E SOLTO OS CÃES





Cavaco entendeu em causa própria não demitir este desgoverno e assim ligado à máquina vai passar o resto da vida a mastigar de boca aberta. 
A privatização da TAP sem pudor, foi mais um Coelho na cartola, mais uma venda a patacos. 
No próximo amanhã os eleitores em particular os espoliados de tudo, ou acordam nas urnas ou serão uma vez mais cúmplices do descalabro. 
Se insistirem na canga, fecho o portão e solto os cães. 



6 comentários:

maceta disse...

ou sabem escolher ou levam no lombo.

Majo disse...

~~ Apostaram destruir até aos últimos momentos!

Rogerio G. V. Pereira disse...

sorte a tua, teres portões
e cães

se me emprestares o Dique, faço o mesmo

Elvira Carvalho disse...

Eu já não tenho grandes esperanças nas urnas. O povo parece que é masoquista.
Um abraço e bom fim de semana

trepadeira disse...

O portão não fecho mas compro uma fisga e vou para a rua gritar.
Aquele blindado em frente ao, construído roubando acima das possibilidades, pavilhão de Lamego recordou-me os tanques subindo a avdª. da Liberdade, a caminho do Camões, para impedirem o comício do Humberto Delgado.

Abraço,

mário

Zé Povinho disse...

Será que este povo acordará um dia?
Abraço do Zé