domingo, 19 de abril de 2015

NO CEMITÉRIO DOS SONHOS




Nesta viagem, para tantos um cemitério de sonhos, muitos morrem a pensar salvar a vida. 

O fluxo migratório de povos mostra o caos do sistema global de opressão, o descalabro do capitalismo selvagem - que por cá - mansos nas palavras, alguns defendem nas urnas eleitorais, 
distraídos nas esplanadas 



9 comentários:

Majo disse...

~
~ O «Xaile de Seda» publicou uma crónica estupenda...

~~~ Beijo amigo.~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~

Agulheta disse...

Olá Puma! Onde para a tal Europa que muitos sonham,como estes que a procuram diariamente e morrem no mar.Chega de tanto virar a cara ao problema.
Abraço

Obtuso disse...

este é daqueles problemas bicudos... que a Europa por si só não pode resolver...escancarando as portas...

Justine disse...

Estamos a viver num mundo doente! Doente de hipocrisia, de egoísmo, de ganância, de desumanização...

Janita disse...

Desesperadamente, sós!...

E nós, que vivemos revoltados por ver tanta injustiça e hipocrisia, sentimos, desolados, que o sonho também pode matar!
Mundo cão, este em que vivemos!

Abraço.

heretico disse...

por todo o lado, os sintomas da grande Decadência - alguns trágicos!

"isto" não vai lá com recauchutagem!

abraço, meu caro Puma

jrd disse...

Sempre em posição para desferires o salto impiedoso nesta corja de hipócritas.

Um abraço

ana disse...

Puma,
Vivemos tempos amargos. Gente que foge para a paz e encontra o medo e a morte.
Boa noite. :))

maceta disse...

gentes que se não forem ajudados nas suas origens nunca verão bons portos...