quarta-feira, 23 de abril de 2014

CONTRA A DÍVIDA INSUSTENTÁVEL





Com este desgoverno submarino, promotor do desemprego - o "produto" do assalto aos salários e às reformas, não será reposto, apesar dos dividendos anunciados

a menos que o Tribunal Constitucional se assuma coerente e sem medo na sua condição de independência

que Maio grite mais alto
contra a dívida insustentável

6 comentários:

jrd disse...

Em Maio vai soltar-se mais uma vez o grito estrangulado. Quem sabe se será desta...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Oxalá! mas duvido muito...

Zé Povinho disse...

Já estou descrente e só anseio pelo dia da queda deste desgoverno.
Abraço do Zé

irlando disse...

É caso para perguntar!
E a dívida. Quem paga,quem paga ?

maceta disse...

estes ordinários têm que ser contrariados com a lei !!

Agulheta disse...

Chamar governo a isto é uma honra!!!Lhe chamaria uma pouca vergonha.Abraço.