quinta-feira, 10 de novembro de 2011

ORÇAMENTO DE ESTADO DE SÍTIO




O desgoverno da coisa insiste neste O.E. de sítio com um colossal argumento

- Vivemos acima das possibilidades

Esquecem os tecnocratas no poder de esclarecer
quem são as vítimas

sendo certo que não vão continuar no assobio

8 comentários:

O Guardião disse...

E com ordenados superiores a 485 euros já somos parte das classes privilegiadas.
Vamos ajudar a correr com estes gajos!
Cumps

jrd disse...

Eles não esquecem,só fingem.
Seria bom que as vítimas também não se esqueçam deles.

Rogério Pereira disse...

Proponho o regresso ao futuro
Ao escudo
(não ao escuro)

R. disse...

E estado de sítio é, infelizmente, a tendência generalizada na população portuguesa...

mfc disse...

Quem dera que o Povo não se esquecesse... mas não tenho esperança nenhuma na memória (política) dos portugueses!

maceta disse...

veremos até quando esta seita emana vapores...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Mas nem por isso os tipos prescindem dos carros pretos com motorista, do telemóvel, das ajudas de custo, do cartão de crédito e de todas essas porras com que arredondam o ordenado.

São disse...

Mas quem me diz, afinal, como é eu vivi acima das minhas possibilidades?!


Quem veu e vive é quem recebe ordenados, prémios, regalias e dividendos perfeitamenet desfasados da realidade do país!!!

Bom fim de semana