domingo, 13 de novembro de 2011

NESTE PAÍS VAREJADO




Está a criar-se a ideia que os chefes dos poderes políticos
só pecam por via das excrecências que nomeiam.

Mais robalo menos alheira
admite-se que Sócrates interrompa os estudos
Cavaco testemunhe em abono dos Limas dos Costas dos Loureiros

a menos que a " justiça  funcione"
neste país vergastado
varejado

13 comentários:

mfc disse...

Mas tu acreditas nesta justiça?!
(escrevi justiça com letra pequena de propósito).

jrd disse...

Fizeste bem em lembrar. Essa lenga lenga já vêm do tempo dos outros...

O Puma disse...

MFC

eu também
reparaste?
Abraço

São disse...

Meu querido amigo, em Portugal nem a Justiça existe nem a justiça funciona...

Enfim, temos o que merecemos!

Uns nem sequer votam, outros votam sempre nos mesmos, que podemos esperar senão este descalabro sem medida?!

Um abraço.

O Puma disse...

São

Repara que a "justiça"
funciona
de outro modo já teríamos eternos arguídos na prisão

trepadeira disse...

A justiça há-de funcionar,outra.
Não,não temos o que merecemos,vejo por aí muito sacana que tem muito mais do que devia e merece.

Um abraço,
mário

Rogério Pereira disse...

O Puma este seu último comentário é tão bom quanto o seu post...

(justiça escreve-se, além de letra minúscula, com corpo pequeno e sem negro...)

Fernando Samuel disse...

Bom, há uma «justiça» a funcionar e de que maneira!: os gajos estão todos em liberdade...

Um abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

"Que a justiça funcione?" Não estará a pedir demais?

maceta disse...

fujamos dela...

O Guardião disse...

A promiscuidade entre os diversos poderes é evidente e a justiça não é excepção, meu caro.
Cumps

Marta disse...

Mais parece uma tragédia grega!

lino disse...

Na minha vida acho que a justiça nunca vai funcionar.
Abraço