terça-feira, 10 de agosto de 2010

OS TERNOS OLHOS DOS CÃES





Neste país que amamos e está a arder muito antes do Verão chegar , os ciclistas partiram para mais uma etapa.
No topo da montanha uma senhora sem graça, premiu o gatilho à hora do calor e os atletas lá foram, a pedalar contra o tempo, para o fogo do seu ganha-pão.
Neste país que amamos, betonado à beira-mar, ainda desgraçada mente são permitidas touradas e algum povo destila nas praias onde mesmo ao lado - bastante ao lado - se banham os poderosos da nação, 
Neste país - também aqui - no paraíso dos silêncios acordados - assobiei aos cães e lá fomos abrigar-nos dos sois - na sombra linda do nosso pinheiro preferido - com os pés mergulhados num alguidar com água salgada e pedras de gelo. 
Sós mas mas nunca isolados neste mar arável. 
Tranquilo li em voz alta páginas dos nossos Fernando Pessoa. 
Foi uma tarde bem passada, a avaliar pelos ternos olhos dos cães


  

8 comentários:

smvasconcelos disse...

Lindos, os cães!!Lindos! Não podias ter escolhido melhor companhia, para arredar o pensamento das malfeitorias deste país.:))
bjs,

Rogério Pereira disse...

Também eu gosto de ler em voz alta as palavras que gostaria de ter sido eu a dizer. Por isso, mesmo quando estou só, leio em voz alta na esperança de, ouvindo-me, outros me escutem!

(Vim aqui e li este teu post em voz alta, embora estivesse só...)

Abraço

PS - Prometo nunca mais passar por ti a correr

poesianopopular disse...

Este teu pequeno escrito transborda de conteúdo!
Abraço

opolidor disse...

este país é tratado abaixo de cão, "salvos sejam os cães" estimados pelos donos...isto, apesar de adorar a minha gata Rosa.

jrd disse...

(Os meus comentários não entram)

Os cães, os nossos cães, são poetas como nós.
Abraço

lino disse...

Já deixei o meu sentir no Mar!
Abraço

Fernando Samuel disse...

Foi, de certeza, uma tarde bem passada: os olhos dos cães não mentem.

Um abraço.

Isa GT disse...

Essa do alguidar com água salgada e pedras de gelo... ;)))

Bjos