sábado, 7 de fevereiro de 2009

O MALHO




Não tenho por objectivo endireitar tudo quanto está torto, mas reparo que dissidentes dos Partidos políticos têm por regra, mais tarde ou mais cedo, malharem uns nos outros, por razões pessoais inconfessadas.

Desta vez o espectáculo foi protagonizado pelo ministro Santos Silva , ex- trotskista, malhado por Manuel Alegre ex- pcp.

Por mim estarei sempre disponível para continuar a oferecer-lhes - o malho.


5 comentários:

lino disse...

Ao contrário do que dita a natureza, o Santos Silva (des)evoluiu de cavalo para burro.

heretico disse...

é malhar em ferro frio. será que vão ao lugar?...

abraços

Maria disse...

Se eu pudesse dava-lhes eu mesma com o malho... só para ter a certeza...

polidor disse...

até podem passar das palavras aos actos...

Fernando Samuel disse...

Que não seja por falta de malhos...

Um abraço.