segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

A EXTINÇÃO DAS COLMEIAS





Zapatero,o melhor amigo de Sócrates,anunciou zelar


pelos mais carenciados do seu país,caso ganhe as eleições de Março.


Entretanto - avança e invade Portugal por via pacífica


com um exército de apicultores.


Consta que as abelhas espanholas,organizadas


em milhares de colmeias residentes em solo nacional,


estão a tirar o pão da boca das nossas abelhas.


Sócrates assiste cúmplice ao massacre dos nossos idosos


e à extinção das nossas colmeias.


5 comentários:

herético disse...

a abelha da vizinha é mais gorda que a minha... rss

Alexandre disse...

Com o porco preto já era um pouco isso: os espanhóis arrendam os montados, vedam-nos (o Alentejo está quase todo vedado quase não se consegue parar o carro na berma da estrada para repousar um pouco), vacinam os bacorinhos e depois ao fim de algum tempo vêm buscá-los. São todos «tratados» em Espanha e Portugal depois vai lá comprá-los!

O verdadeiro terrorismo já chegou e vem empacotado de falsa assistência médica aos meus carenciados: médicos e funcionários são induzidos para se enganarem a preencher as receitas médicas nos hospitais e centros de saúde - em especial nos medicamentos mais caros - para o estado poupar mais umas lascas à conta de quem já nada tem. O Bin Laden ao pé desta forma de terrorismo é um santo!

Um abraço!!!

São disse...

Mas já se percebeu, penso, que Porugal só oficialmente é português.
Tudo de bom!

jrd disse...

Esperemos que a seguir não venha a rainha (leia-se Zangão-mor)das abelhas dar a ferroada final.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Puma
Perdigão perdeu a pena não há mal que lhe não venha. Os pobres que paguem a crise porque quando não é o governo são as quotas da UE ou a invasão dos espanhóis.
Triste e deplorável.
Um abraço