quarta-feira, 8 de junho de 2016

ESPIÕES OU BARRIGAS DE ALUGUER?




Paulo Portas um dia vai explicar
o que é ser um homem de sete instrumentos


6 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Todos os ex
terão sete, ou seis

Este é mais um

Teresa Durães disse...

o problema é que não vai, infelizmente

José Lopes disse...

Comer de diversos tachos, é prática comum de quem se serviu da política e não nos serviu como jurou...
Cumps

Agostinho disse...

Portugal: país dominado pelos ses! Né?
Se ganhássemos o campeonado e não o perdêssemos;
Se a adrenalina do Marcelo não se espatifasse contra o Cristo-Rei;
Se a cadeira do Schauble ficasse vazia por intercepção da NS de Fátima;
Se o pecado original da dívida fosse perdoado e absolvido,ficasse a zero.
Haveria festa de restauração em Portugal.

PS: mas não contem com o CR que o negócio dele é outro.

Agostinho disse...

Afinal, o comentário à bola
atravessou-se.

À borla é que não!

Carpinteira-se, conforme
a conveniência do cliente:
portas de correr,
portas de duas folhas,
portas de bater,
portas de vidro martelado,
portas basculante,
portas (ir)revogáveis, perdão, reversíveis,
portas de pau para toda a obra,
portas à vontade do freguês!
Portas há para o mercado global,
no negócio está o segredo?
À borla é que não!

maceta disse...

o homem dava jeito como animador de cruzeiros...