sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

CONTRA A ETERNIDADE


                                         

Após o primitivo grito mesmo organizados em torno de objectivos improváveis estamos sempre a desnascer.
Na passagem alguns lutam por causas - uns contra os outros
como se fossem eternos os indiferentes.

6 comentários:

jrd disse...

Está aqui tudo. Não se pode ler e ficar indiferente.

José Lopes disse...

Divididos não conseguimos muita coisa, com a união as probabilidades aumentam...
Cumps

Anónimo disse...

Serei sempre contra a indiferença, prefiro mesmo quem pensa mesmo que pense diferente de mim.
Abraço do Zé

heretico disse...

peso morto. os indiferentes...

verdades como punhos!

maceta disse...

indiferença... ou um esquecimento da vida.

Suzete Brainer disse...

De pleno acordo, ficar em cima do muro é uma
forma covarde e restrita de ser.
Mas, gosto das lutas por causas, esta luta de
uns contra os outros é uma maneira agressiva
de se expressar. Vejo, aqui (Brasil) as pessoas
no grau de violência verbal em relação as ideias
e posições diferentes.
Amo a Democracia (liberdade de expressão) e a
gentileza para com outro em sua voz igual
ou diferente.