quarta-feira, 8 de julho de 2015

INVOLUÇÃO NA CONTINUIDADE




Após quatro longos anos Passos Coelho comissário em estado terminal no desgoverno, abrilhantou o baile no " estado da nação" como se estivesse  nas "damas ao bufete" à vista das urnas. 
Avesso ao Tribunal Constitucional zigzaguiando no balanço das estatísticas miseráveis espreitou da toca, mostrou as orelhinhas, esfregou as patinhas,animal fugidio ainda à solta. 
Coelho e a troika nacional foram uma involução na continuidade, a prática e o elogio dos fracassos. 

 

6 comentários:

José Lopes disse...

Vamos ver se conseguimos correr com esta gente do poleiro...
Cumps

Rogerio G. V. Pereira disse...

De facto

há duas nações!

(só que uma é inventada)

jrd disse...

Foram as urnas que o convidaram para esta dança macabra. Serão a urnas a pôr fim ao baile.

Majo disse...

~~~
~ É uma lástima,
não haver uma coligação
que ponha fim a esta...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Teresa Durães disse...

Recuámos só 20 anos, ora, o que é isso?

maceta disse...

três náuseas...