quarta-feira, 1 de abril de 2015

ANTÓNIO COSTA NA HORA DA DESPEDIDA





Quando se está a meio tempo na vida o mundo pára. 

Num rasgo tardio de lucidez António Costa renunciou ao mandato autárquico. 
Libertou a cidade, prendeu-se ao PS que nunca foi empurrado para a direita. 
Como assim? 
António Costa que se interrogue junto do dr. Mário Soares mas não siga os seus conselhos. 

 

7 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Acho que o Dr. Mário
passou lá
e ia caindo para o lado

Assustou-se, coitado

GL disse...

É sempre a mesma coisa ou sou eu que estou a ver o "filme" ao contrário? :(

Abraço

jrd disse...

O Costa pode lá passar sem os conselhos do Mário...

maceta disse...

arrancar as orelhas ao coelho tambem é premente...

Zé Povinho disse...

Já deu demasiados sinais de entendimentos à direita, para ser agregador da esquerda.
Desejo uma Páscoa Feliz.
Abraço do Zé

Pata Negra disse...

Para mim o Mário Soares e o António Costa têm uma coisa em comum: são as duas figuras do PS que eu menos tolero. Não sei qual deles tenho em primeiro mas sinto que ambos se igualam no que toca à política do "vale tudo", da estratégia, do jogo, da prepotência.
Um abraço e, pensando melhor, fala-me do Soares!

CÉU disse...

Feliz Páscoa, Puma!