domingo, 28 de setembro de 2014

TEATRO DE VENTRÍLOQUOS


 
 




Lamento mas nesta farsa onde os actores representam
e aparente  mente se crispam
sem ideias próprias que os diferenciem

após as pancadas de Molière
quem manda são os pontos

Este PS não tem líder
vive de chefes à boca das urnas

Abre o pano
cai o pano
o tempo passa
neste teatro de ventríloquos

5 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

e segue a representação
vem aí a consagração
(estamos num curto intervalo)

maceta disse...

que bem cantam os mariolas...

trepadeira disse...

É o baile mandado, mesmo os dançarinos não sabem dançar, são charlatães.

Abraço,

mário

jrd disse...

Quando o pano lhes cair na cabeça, ficam mudos.

EU disse...

Gostei da imagem e, sobretudo do teu interessante texto...
Bjo, Puma :)