domingo, 3 de agosto de 2014

UNIDADE EM TORNO DE POLÍTICAS DE ESQUERDA





A ideia maquiavélica que o PCP e o BLOCO entendem o PS como seu principal adversário, confundindo o PS com as suas práticas - é um disparate.
Na verdade as políticas seguidas pelo PS em lutas fraternas pela governança e as alianças históricas com as direitas, não excluem a existência na sua casa - personalidades e convicções de esquerda.

Enquanto o PS entender o PCP e o BLOCO "sem vocação para governar"
a unidade das esquerdas e o país, vão continuar a sofrer o descalabro

6 comentários:

jrd disse...

Ontem o líder parlamentar do PS faltou ao debate na SIC, com o PCP e o BE, por motivos pessoais.
Já se percebeu a unidade que o "Rato" quer.

irene alves disse...

A direita sempre se consegue
unir a esquerda penso que
nunca o irá conseguir.
O PCP faz alainças nas autarquias
com o PPD/PSD e com o PS não faz.
Um abraço
Irene Alves

O Puma disse...

IRENE

nas autarquias são mais as pessoas
que as lapelas
Abraço

trepadeira disse...

Enquanto quiserem fazer uma união da esquerda para governar à direita é difícil.

Abraço,

mário

heretico disse...

... e no entanto, urge!

abraço

maceta disse...

enquanto o PS tiver a mania que é de esquerda... tem a mania, só.