sábado, 22 de fevereiro de 2014

ESPECTÁCULO PAUPÉRRIMO NO COLISEU






No Coliseu os presentes citaram mais os ausentes do congresso e assim a "missa" foi cantada em torno do "milagre" improvável.

Passos Coelho fez o que tinha a fazer - agradeceu com as patinhas - prometeu mais austeridade e o desejo de continuar nas urnas a céu aberto - a bancarrota "salva" à custa do pão roubado à boca dos desvalidos.

Espectáculo paupérrimo no Coliseu.

12 comentários:

jrd disse...

A malta da geral (pontapé nas costas) gosta e bate palmas.

Graça Sampaio disse...

Quem tivesse atirado uma bomba venenosa lá para dentro!! Mas somos um país de «mongos»! Eu não aguentei ouvir as patranhas que para lá disseram!

anamar disse...

Portugueses de última categoria.
:(

Rosa dos Ventos disse...

Estou no limite! :(

Rosa dos Ventos disse...

Estou no limite! :(

Donatien disse...

palhaços sem graça!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Sabendo como gostam de circo, hoje foi relançado mais um macaquinho... extrema sabedoria, mesmo que venha a ser o bombo da festa, é nisso que se concentrarão as atenções, manchetes, destacados títulos e opiniões... é preciso é animar o circo... calados ficarão os humilhados e ofendidos... Goebells ao pé desta gente era uma menino de coro... até gente honesta se arrasta, e perde tempo falando de gente rasca...

lino disse...

Aqueles palhaços não prestam!
Abraço

heretico disse...

a indigência e palhaçadas...

abraço

Lídia Borges disse...


Enfim, um triste desfile; uma festa de "inconseguimentos" engravatados.


Beijo

trepadeira disse...

No Coliseu o circo.

Abraço,

mário

maceta disse...

e prometeu mais pancada...