terça-feira, 30 de abril de 2013

CONTRA A CANALHA DE SEMPRE



A verticalidade de sempre do pensamento e dos gestos
mesmo que a voz nos doa

7 comentários:

Felina disse...

E viva o 25 de abril que nos trouxe o 1º de maio e muito mais...

Rogério Pereira disse...

Que a avenida seja um rio sem margens

Helena disse...

Mesmo que a voz nos doa, unidos como os dedos da mão!
Encontramo-nos nas ruas da nossa cidade.

Lídia Borges disse...


"Mesmo que a voz nos doa."


Um beijo

trepadeira disse...

Por lá estarei à espera que o Parque Urbano do Rio Diz na Guarda se encha.

Abraço,
mário

jrd disse...

Que se alevantem as vozes!

maceta disse...

tamanha canalha...