quarta-feira, 6 de março de 2013

HUGO CHAVEZ




Não acredito em herois nem em santos.
Sou adverso ao culto da personalidade
mas reconheço que em todos os colectivos
há individualidades protagonistas a sublinhar

Chavez cumpriu um desígnio anti-capitalista
anti-liberal anti-imperialista
foi à sua maneira uma pedra no charco


10 comentários:

São disse...

Admiro-lhe a coragem e lamento-lhe a morte, apesar de não ser uma fugura que me agradasse totalmente.

Bons sonhos

Rogério Pereira disse...

«Um dado interessante sobre o período "chavista" na Venezuela: a participação eleitoral passou de 60% em 1993 para 63,45% em 1998 (eleição de Chavez), 74,7% em 2006 e 80,9% em 2012. Há uma crescente politização da sociedade venezuelana e a subida dos votantes deve-se fundamentalmente à esperança que os mais pobres depositam no Pólo Patriótico. Só mais um dado: em 1998 Chávez foi eleito com 3.673.685 votos; em 2006 com 7.309.080; em 2012 com 7.444.062.»

César Ramos disse...

Acho que o Mundo teve sorte por ter tido um filho assim. Nem sempre há, quem em pouco tempo tenha feito tanto, dada a crise de valores e de líderes nos dias de hoje!

Jorge disse...

Merece destaque porque melhorou a vida de muitos dos menos favorecidos!

Zé Povinho disse...

Agitou as águas e conseguiu dar uma vida melhor a muitos compatriotas, e por isso percebe-se o que o povo manifesta depois da sua morte. Goste-se ou não dos seus métodos deixou obra...
Abraço do Zé

jrd disse...

Um Homem que nunca se calou e cujas palavras continuarão na boca do seu povo.

lino disse...

Uma grande pedra!
Abraço

heretico disse...

uma pedrada que provocou ondas - que serão barcos...

abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A quem a América Latina muito deve...

Vítor Fernandes disse...

Subscrevo literalmente.