quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

REFORMADOS INDIGNADOS





Neste país um reformado da função pública pode pagar mais impostos que um seu igual no activo.

Entretanto... este desgoverno decidiu isentar do IRS os reformados estrangeiros residentes. Pois bem (?)
e os que têm dupla nacionalidade?

podem optar?

8 comentários:

Graça Sampaio disse...

Eu, reformada sem dupla nacionalidade nem nacionalidade estrangeira, pago e bem e vou pagar ainda mais, mas optava de bom grado por dar uma fisgada num olho de um qualquer destes governantes da treta!

BRANCAMAR disse...

Idiotas, uma cambada de idiotas é o que são.

Beijos

Rogério Pereira disse...

É pá, não vez que "eles" andam à procura de mais dadores para o banco alimentar, mais compradores de casas devolutas e aumentar o consumo interno...

São disse...

Acho muito bem que eu vá pagar mais: só descontei todo o tempo que trabalhei , o Estado ficou-me com 572 contos de IRS sobre retroactivos que não recebi e , na sequência , ainda tive que pagar as custas do processo pois perdi-o, claro.

Além disso , acumulo três graves crimes: sou funcionária pública, docente e aposentada!!!

Ora viva Passos e sua quadrilha!!

jrd disse...

Boa malha.
Penso que haveria quem pagasse só para poder optar.

trepadeira disse...

Podemos sempre optar por correr com a cambada.

um abraço,

mário

maceta disse...

duvido que os génios equacionassem isso...

Isa GT disse...

Mas acabar com reformas para quem trabalhou meia dúzia de anos, por sinal algumas bem chorudas, aí já não tocam. Porque... há reformados e Reformados ;)

Bjos