quinta-feira, 2 de junho de 2011

CDU - CONTRA O PACTO DE AGRESSÃO AO PAÍS




Perante os que não merecem vencer, outros que merecem perder e ainda outros tartufos que andam aos caídos - votar CDU - contra o pacto de ingerência e agressão ao país é tambem defender o alargamento da esquerda não comprometida

contra os coveiros da nossa soberania.


12 comentários:

opolidor disse...

os coveiros já têm as pás a jeito.

Isa GT disse...

Cá por mim, não há muita escolha, só há duas hipóteses BE ou PCP.

Bjos

César Ramos disse...

Boas,

Nem mais!... eu e o Alfobre, estamos na mesma rota!

Um abraço
César

Rogério Pereira disse...

Voto eu
Votas tu
Votamos CDU

lino disse...

Lá estaremos.
Abraço

heretico disse...

abraços, meu caro.

junto as minhas às tuas razões para votar CDU.

Fernando Samuel disse...

Há milhares de razões para votar CDU.
Não há uma única razão para não votar CDU.

Um abraço.

jrd disse...

Uma opção inteligente e salutar num país estupidificado e infectado.

intimidades disse...

ora nao estou a par da votacao em portugal

mas

boa sorte

Bjinhos
Paula

Pata Negra disse...

Não se convence quem predispõe a sua inteligência a distinguir um asno de um burro ou, perante o problema opte por um jumento. Mas poder-se-á provocar a inteligência daqueles que terão de reconhecer seria muito pobre o parlamento, que não saberíamos da missa a metade, que não teríamos voz nas ruas, nas empresas, nos bairros... se não fossem uns certos camelos, que mesmo sem água, lá vão ajudando o povo a fazer a travessia do deserto. É por isso que eu não consigo compreender o "são todos iguais", o "querem é tacho", o "não vale a pena". O que seria desta democracia sem os camelos? apenas com asnos, burros e jumentos?!
É por isso que nã voto em partidos! Voto sempre em coligações!
Um abraço e aguenta a sede

svasconcelos disse...

Votar CDU, sem dúvida!!
bjs,

Zé Marreta disse...

O sistema está podre, pese embora dentro do sistema ainda existam algumas maças sadias, mas como o sistema funciona com a árvore toda...

Saudações do Zé Marreta.