quinta-feira, 14 de abril de 2011

OTELO - UM ARREPENDIDO DE ABRIL


Otelo - um rosto mediático do 25 de Abril - entendeu arrepender-se publicamente de ter colaborado no movimento das forças armadas, esquecido que muitos democratas, fardados e sem farda - ainda Otelo frequentava a escola militar - já lutavam contra a ditadura.

Lamento que Otelo se tenha declarado arrependido de Abril e fique na história como uma excrecência democrática.


15 comentários:

lino disse...

Nunca disse coisa com coisa.
Abraço

irlando disse...

Coitado!Deve estar com alzheimer.Pensa que foi ele que fez o 25 de Abril.

opolidor disse...

há momentos em que as melhores palavras são ditas com a boca fechada.

Isa GT disse...

Mas o país ter chegado a este estado... é mesmo para desanimar...

Bjos

folha seca disse...

Caro Puma
Há uma realidade indesmentível. O ser humano vai perdendo as faculdades mentais com o passar dos tempos. Acontece a todos. A uns mais tarde a outros mais cedo.
No entanto aquilo que fizeram, fizeram e nada faz com que isso seja apagado. Não tenho qualquer simpatia pelo referido, especialmente pelo seu papel naquela adulteração pseudo revolucionária que foi a criação das FP25.
Abraço

Carlos Albuquerque disse...

Lamentável!
Mas, também, daquela cabeça...

Rogério Pereira disse...

Ótôlo, ex-Catavento Politico, agora o Merdas Desencantado

jrd disse...

Apesar do destaque que lhe deram, nunca passou de um erro de casting

svasconcelos disse...

Deve achar que fez a revolução sozinho, n? que sem ele , esta n teria acontecido. Que se enxergue. Nunca me convenceu, tal figura...

bjs,

anamar disse...

Sem o querer absolver, penso que o que disse teve uma conotação diferente da que está a ser extrapolada...
É só uma opinião..
Bjs meus

d'Alma disse...

Na revolta de uma lucidez estranha, sempre foi visível a falta de algumas cartas no baralho; nunca pareceu jogar com o baralho todo!... Só pela história das FP25, numa Democracia onde a Justiça existisse, ele arrepender-se-ia mas era na cadeia, mas, enfim… No fundo, a coberto da revolução, trataram de assegurar a vidinha , com uns assaltos, alguns dos quais bastante violentos!... Tudo pela “revolução”!... Um arrependido, sim senhor, só nunca explicou claramente de quê!... Houvesse Justiça e em vez das telenovelas que ele tanto gosta, estaria era a fazer outro filme!...



Abraço

César Ramos disse...

... Faltava vir agora esta nódoa, tentar lixar-me ainda mais a corneta!

Quando ele morrer, vamos lembrar-nos destas bocas, para não lhe chamarem cérebro de coisa nenhuma!
Só... cabeça de alho chocho!

Fernando Samuel disse...

Um nojo, este otelo.

Um abraço.

mfc disse...

É preciso é outro 25... mas desta vez a sério!

Zé Marreta disse...

O que ele quis dizer foi que se arrependeu de ter colaborado no 25 de Abril por ver o caminho que foi trilhado até aos dias de hoje. Pouco ou nada do que foi prometido ao povo e foi expectável vigora hoje em dia. Neste contexto também estou de acordo com ele. Uma revolução que tinha como principal objectivo (para além dos imediatos: terminar a guerra, implantar uma democracia, acabar com a censura, etc) o desenvolvimento social e económico do país diminuindo a desigualdade social e permitindo progresso, e que passados 37 anos redunda no que todos nós vemos e sabemos, é no mínimo frustrante.

Saudações!