quinta-feira, 31 de março de 2011

CONSELHO DE ESTADO REUNE

memorias que não se apagam


O ex-primeiro ministro e agora chefe da República reuniu o Conselho de Estado para decidir as próximas eleições - que patrocinou por ausência de magistratura activa.

Cavaco no seu melhor e falta de memória desejou aos partidos da alternância - "Não é tempo de vender ilusões"

a pensar que terão de se entender para que tudo fique igual.

Recordo com o devido respeito pelos leões - que Cavaco foi eleito

com percentagem inferior à do actual presidente do Sporting.

Ao quisto chegou.


12 comentários:

mfc disse...

Um tango como não há memória!

Pata Negra disse...

Cavaco foi eleito com um número de votos suficiente para amarrar a esperança! No Conselho de Estado estão os estadistas que nos trouxeram aqui, eles estão bem aqui e, por isso, dificilmente sairemos daqui.
Um abraço daqui

JPD disse...

Hoje, gracejando, cheguei a dizer a alguém que se -- No âmbito de uma certa sociologia das empresas -- o Sporting tivesse peso, o exemplo leonino de não ser capaz de promover eleições e falhar no apuramento dos resultados era a corroboração de uma certo mal estar causado pela necessidade de recontagem dos votos das mais recentes eleições para a Presidência da Republica solicitada ao Tribunal Constitucional.

Saudações

São disse...

REpito-me: a responsabilidade também é nossa!

Fica bem

jrd disse...

Tens razão antes do Sporting do que de Belém...

O Puma disse...

SÃO

Estimada amiga

Nós?
Não me digas que ainda és do meu Benfica.

irlando disse...

O da foto,ao lado do presidente,que não é meu.É um credível ou um ladrão?

lino disse...

E ninguém impugnou!
Abraço

Fernando Samuel disse...

Se ele fosse presidente do Sporting, que felizes que nós éramos...


Um abraço.

Rogério Pereira disse...

Bom combate contra a amnésia!

Bem Fica

Isa GT disse...

Só de o ver abraçado ao Dias Loureiro até fiquei agoniada... esse ex membro do Conselho de Estado bem devia estar num sítio que eu cá sei... em vez disso, está a viver no bem bom que ficaremos a pagar, agora e até... não se sabe quando.

opolidor disse...

é de facto um grande quisto..