quinta-feira, 30 de setembro de 2010

OS MÁRTIRES DA NAÇÃO



O eng. Sócrates auto-proclamou-se de corajoso perante os mais frágeis mas não assumiu a falácia das suas promessas eleitorais nem o zig-zag dos seus discursos em cada O.E. nem o esbulho às políticas sociais nem o estatuto do "estadista" que faliu o país desgovernado em nome de um liberalismo mascarado.

Sócrates proclamou-se corajoso - anunciou imperial que a função pública, os reformados, os jovens, os doentes e os desempregados - devem continuar a ser

os mártires da nação.

10 comentários:

Rogério Pereira disse...

... sem, contudo, a nação se salve!

Serão mártires da nação?
Não!
Serão mártires da sua (deles) sobrevivência!

intimidades disse...

eu sempre pensei, bem, tenho estes subsidios todos, desemprego, remedios pagos, reforma.... alguem de de os estar a pagar nao? ou sera que me ofereceram mais do que podiam dar?

Beijos
Paula

smvasconcelos disse...

Vergonha! Inadmissível e (muito) consequente!! Porque a LUTA vai continuar e intensificar-se!
Ao invés, os ricos continuam a amealhar à conta do sacrifício imposto aos mártires.
bjs,

opolidor disse...

tivesse ele sido corajoso há 5 anos atrás...

jrd disse...

Vai ser um fartote de candidatos a santos, a não ser que apareçam por aí uns 'pecadores', para pôr fim ao martírio...

São disse...

Eu só quero ver o que vai acontecer nas próximas eleições.

SE o Governo for novamente para PS /PSD, então, é porque há muita gente masoquista em Portugal!

E ´parece que Cavaco só não será reeleito se não o desejar, o que duvido.

Um abraço.

Isa GT disse...

Todos os que andaram nos governos nos tramaram porque, neste momento, só há dívidas e se não pagarmos, os agiotas não compram mais papeis e em vez de cortes, nem fica onde cortar.
Podemos agradecer ao PS PSD CDS por nos terem desgovernado e investido muito mal, todos os biliões que aqui entraram.

Bjos

legivel disse...

... a São escreveu algo que é uma evidência: há quantos anos, depois do 25 de Abril de 74, se elegem governos ora do psd ora do ps?.

Marreta disse...

É mesmo coragem! Num outro lugar qualquer seria provavelmente enforcado pela populaça num poste de iluminação.

Saudações do Marreta.

anamar disse...

Para quando um monumento???
Já é merecido...

Abracinho