segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

EM COPENHAGA PORTUGAL UMA ESPERANÇA PARA O MUNDO !


Mais uma cimeira para evidenciar a falência do sistema
que impõe regras às pequenas economias e exibe o poder
esmagador dos grandes poluidores.

Obama não vai assinar um acordo vinculativo, sério, 
que obrigue os EUA a ajudar a salvar o planeta de uma catástrofe.

No poder está  a simpátia gralha ao serviço de uma bomba-relógio
que vai cavar mais fundo o fosso entre continentes.

Entretanto Portugal vai cumprir Quioto e reduzir as emissões
de carbono até 2012.

Uma esperança para o mundo !

8 comentários:

MARIA disse...

Obama a revelar-se...
Quando toca a comprometer-se todos estão antes de mais comprometidos com eles próprios e a respectiva circunstância.
E nós, nós é à portuguesa : fazemos figura.
No caso de urso, parece-me.
Deixe ver, talvez dificultando um pouco mais a utilização de viaturas que não sejam do Estado.
Aumentando impostos de circulação, combustíveis, o pessoal adira para boa figura fazer, aos "dias pedonais", nas cidades, nas aldeias e voilá, emissões de carbono diminuídas...
É uma via...
E pensarão noutras similares, porque ao portuga falta tudo menos imaginação...

Um dia destes até carbono nos falta!

jrd disse...

O mundo sempre teve boa esperança em nós, desde o Cabo das Tormentas...

JPD disse...

Deixei um comentário na «Badana», à direita das minhas edições, com o título «CO2»
Vai lá espreitar.

Saudações

heretico disse...

que esperavas, ora essa!
com os "heróis" que temos. a sucata dá dinheiro...

abraço

Justine disse...

Mais uma cimeira de estardalhaço e de deitar areia para os olhos...de quem não está interessado em ver!

opolidor disse...

a realidade é que eles não querem mesmo...

Meg disse...

Puma,

Tinha e tem razão o Lula... eles falam, falam mas não fazem nada.

Um abraço

São disse...

Obama, para mim, melhor que Bush e sequazes.

Mas nunca esqueci de que é norte-americano!

O que significa que , em primeiri lugar, pensará sempre nos interesses dos EUA.

E será que vai mesmo cumprir, Portugal?!


Um abraço, meu amigo.