sábado, 19 de setembro de 2009

NO PAÍS DOS ESPIÕES


Quando se remete ao silêncio neste período eleitoral Cavaco está objectivamente a intervir nas eleições.
Deste modo está concentrado nos apoios para a sua recandidatura
mas não está a exercer o cargo com transparência.
É muito grave .
Com a qualidade da nossa democracia em declínio abrupto,
confesso que talvez injustamente - já estou a desconfiar do meu cão de barro - neste país de espiões.

4 comentários:

heretico disse...

que todos cães lhe filem as canelas...

abraços

mfc disse...

Era uma vez um assessor!
A mentira teve perna curta!

Meg disse...

Pois é, os acontecimentos ultrapassaram-te... ultrapassam-nos a cada hora que passa.
Não desconfies do cão, mas sim de quem nos (des)governa.

Um abraço

Graça Pimentel disse...

E eu desconfio do meu galo de Barcelos...