segunda-feira, 6 de abril de 2009

AO QUISTO CHEGOU




Jaime Neves no centro da contra revolução militar

chefe dos comandos no 25 de Novembro, reformado há 20 anos, vai agora em Abril, ser promovido a general.

Nada acontece por acaso.

Fragilizado o governo do país e o poder judicial,

pretende-se ressuscitar o medo, assustar os cidadãos,

exibir fantasmas.

Deste modo, com mais um murro no estado de direito

democrático e em vésperas de eleições, pretende-se

que a malta entre nos eixos

isto é, caminhe sonânbula, tussa nas urnas.


Ao quisto chegou.

9 comentários:

Maria disse...

Esta promoção será feita ao abrigo do novo código do trabalho?
Se não é (e não é), então é por alminha de quem?
Valha-nos a santinha da ladeira!

alex disse...

Guardião
o Fantasma do lápis azul anda por aí só que agora mais sofisticado. Valha-nos a santinha da Agrela,
esperemos que ainda não se tenha reformado e ainda faça uns milagres pelo menos um dia por semana.

Abraço

jrd disse...

Não é um quisto é um antraz.

Monte Cristo disse...

Um fantasma não ressuscitam eles: o do velho de Santa Comba.

Primeiro - Porque não gostam de rivais;

Segundo (e principalmente) - Porque não querem mais ninguém à sua esquerda

Adriana disse...

espero q dÊ tudo certo com vocÊs...

heretico disse...

e comédia prossegue... depois do intervalo. para resolver a crise.

abraços

Anónimo disse...

...para esse "tumor cavitário" que nos vai "possuindo" devagar,devagarinho!!! pode haver uma "cura" dentro de uns meses !!!
...é só alertar a malta...de boca em boca...ou de mão em mão!- Sem descanso; até lá..................

Ab. - EL

Alvarez disse...

Isto faz-me lembrar a canção do "Comboio dsecendente". Uns por verem rir os os outros e... os outros sem ser por nada.

Abraço,

Alvarez

Nocturna disse...

Ao quisto chegou !
Diz bem,caro Puma, não é quisto é pior : é autoritarismo, desumanidade e submissão a interesses "mais altos".
Tal como dizia Brecht, o Ovo da Serpente está aí e pronto para eclodir.Os portugueses têm o dever de estar atentos, para um dia não virem dizer com ar falsamente inocente : como foi possível não repararmos ?
Acordem ! 2009 é ano de eleições !
Um abraço meio desanimado.
Nocturna