terça-feira, 6 de maio de 2008

ALÍPIO RIBEIRO NÃO ERA POLÍCIA





Alípio Ribeiro que hoje se demitiu de director

nacional da P.J. é um magistrado coerente.

Tirou o tapete a um subordinado no Algarve

que teve de reformar-se à pressa - por ter falado

de mais.Hoje demite-se pela mesma razão.

Na vida não basta ter razão

3 comentários:

poesianopopular disse...

Nestas circunstâncias, fico sempre sem saberde que lado está a razão, pelo simples facto de:-haver razões que a razão desconhece, reconheço ser de elementar justiça, conceder-lhe o benefício da dúvida.
Abraço
Manangão

São disse...

Esta criatura recorda-me sempre o polvo do Sermão aos Peixes.
Saudações.

herético disse...

morto por ter cão, morto por não ter cão...

abraços