quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

MISSA DE GALOS





Com o devido respeito por todos os credos - e a sua ausência -

achei curiosa a noticia do senhor prior de Alijó,disk jockey e treinador

de futsal,que após o exercício de uma missa do galo na aldeia de Sanfins

considerou a escassez de pastores,e deslocou-se no seu mercedes por ofício e devoção à aldeia do lado para uma outra missa do galo.


Diz a noticia que o senhor prior,por razões passionais,a meio do

percurso entre as duas missas foi abordado,despido e amarrado

a uma árvore(talvez de natal) .


Na verdade - eu que não sou vegetariano,sempre ouvi dizer que

a carne é fraca e num galinheiro não há espaço para dois galos.


OREMOS IRMÃOS


5 comentários:

Monte Cristo disse...

Pode ser que estejamos perante mais um Evangelho - o Primeiro de Alijó.

E uma nova crucificação - ou melhor: arborificação.

Seja como for, se da carne e dos seus apetites se tratar, passadas as nódoas negras, a dita carne (ou um seu pedaço) há-de ressuscitar com redobrado vigor.

Se for essa, é claro, a vontade do Senhor, que foi quem fez estas coisas todas.

Aleluia!

jrd disse...

Já agora. Oremos antes ou depois? Nunca em vez de!...

SILÊNCIO CULPADO disse...

Não conhecia esta versão.
No meu espírito fez-se luz. Obrigada, amigo, pelo esclarecimento que me faltava.

herético disse...

nem mais. em tempo idos, teriamos timbalos grelhados. para lá do Marão ... apenas o verrão!...eheheh

SILÊNCIO CULPADO disse...

PUMA
Esta missa de Galos é do melhor!
A terminar o ano de 2007 quero também agradecer-te a pessoa que és e que me tem visitado e deixado mensagens de valor inestimável.
Que o Novo Ano de 2008 te traga tudo o que desejares
Abraços