terça-feira, 30 de outubro de 2007

A BANCA COMANDA O PAÍS

Os senhores do grande capital,uma tribo previligiada e à solta

sem regulação do Estado em nome do neo-liberalismo comandam o país.

Nâo há ministro que se meta no processo de tentativa de fusão

do BCP/BPI - mesmo sabendo-se que esta fusão é um cozido

à portuguesa que coloca a Caixa Geral de Depósitos em segundo

plano.

É evidente que deste modo os desempregados do festim de Sócrates

serão pagos com os impostos de todos nós.Assim pretende o licenciado

Sócrates justificar que os pensionistas do Estado paguem à ADSE

A bem da nação

5 comentários:

samuel disse...

Os ministros "meterem-se" com as negociatas da banca?
Para quê? Para anularem de uma assentada duas boas hipóteses de tacho pós-ministerial?
O amigo enlouqueceu?

Magnolia disse...

O Sócrates e todo o seu governo são as marionetas do capital. São os fantoches do neo-liberalismo. Não somos governados pelo PS mas sim pelos grandes senhores do dinheiro. Em Portugal como na UE. Falta-lhes a coragem e a honestidade intelectual para enfrentarem esse poder e então espezinham o povo, como cobardes.

Monte Cristo disse...

É sabido que os ministros (dos governos muito «democráticos»)são os principais empregados bancários dos senhores agiotas.

Aliás, os ministros, mal deixem de o ser, e caso tenham exercido bem o mister, terão lugar cativo no casulo onde a alta finança se tece.

Não esquecer, também, que alguns ministros foram paridos pela barriga gorda de uma qualquer instituição financeira, e que a parteira, nestes casos, nunca corta o respectivo cordão umbilical.

Portanto, geneticamente, a nossa democracia é banqueira. E, por ser banqueira, é uma meretriz de alto gabarito.

E com muitos filhos. E aqui voltamos ao princípio...

São disse...

Mas , desculpe a pergunta, ainda tem ilusões?
Os políticos são cabeça-de-turco, só!
Bom feriado.

Fragmentos Culturais disse...

Acho que o Samuel acertou na 'mouche'!

É o que temos :-(
Bom feriado!